MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

sábado, 22 de novembro de 2014

Kleber muda discurso e fala sobre futuro: "Não sei o que vai acontecer"


Foi de Kleber o gol que garantiu o retorno do Vasco para a Série A do Campeonato Brasileiro . E também coube ao camisa 30 a declaração que mais repercutiu após o empate por 1 a 1 com o Icasa na tarde deste sábado, no Maracanã. Em entrevista à Rádio Bradesco, o atacante afirmou que sua passagem pelo clube havia acabado e que dificilmente ficaria para a temporada 2015. Na zona mista, porém, depois de ter realizado o exame antidoping, o Gladiador mudou o discurso. O atacante simplesmente não sabia a duração do seu contrato de empréstimo do Grêmio ao Cruz-Maltino: metade de 2015, mas com a possibilidade de rescisão antes do prazo. Aos jornalistas, o autor do único gol da partida disse que ainda tem dúvidas quanto ao seu futuro. Eu não disse que encerrei meu ciclo no Vasco. Eu disse que mudou a diretoria inteira, e praticamente tudo vai mudar. Não sei o que vai acontecer. Mas é lógico que, pelo o que foi a Série B, mudanças vão acontecer. Nós vamos esperar para ver o que vai rolar. Em relação a sair daqui e voltar para o Grêmio, eu nem sei se vou voltar para o Grêmio mesmo. Vamos ver - afirmou Kleber.
O Gladiador apontou ainda que o Vasco tem de montar um time competitivo para o ano que vem e enalteceu, individualmente, sua passagem pelo clube, lembrando das lesões que antecederam sua ida ao Cruz-Maltino.

- Temos que fazer um time competitivo para o ano que vem. Pela grandeza do Vasco, precisamos ter um time que não sofra como sofreu nos últimos anos. O Vasco colocou quase 60 mil pessoas no Maracanã contra um time que está lutando para não cair para a Série C. Nada contra o Icasa, mas temos que pensar nisso. Para mim, foi maravilhosa essa passagem pelo Vasco. Nos últimos dois anos e meio eu fiz três cirurgias, acabei o ano sem me lesionar. Poderia ter sido melhor sim, eu poderia ter ajudado mais, mas fico feliz. Tinha muita desconfiança sobre mim, mas no Vasco eu não tive lesão nenhuma. Lógico que em campo eu queria ter feito mais, mas só de não ter me lesionado já é um ganho grande.Apesar das dificuldades de termos oscilado tanto conseguimos o acesso. Desejo sorte ao próximo presidente, aos diretores, funcionários e a todos os jogadores que vierem em 2015. Que entendam o tamanho da grandeza desse clube e a história vencedora do Vasco. Pq um time que coloca quase 60 mil pessoas no estádio mesmo sem ser num clássico, não merece disputar a série B de novo.Gostaria que tivesse sido diferente, que tivesse sido melhor, mas agradeço ao Vasco por me dar a oportunidade de jogar nesse clube enorme e que com certeza ficará marcado na minha vida. Depois de 3 cirurgias em 2 anos e meio, consegui acabar sem lesão. Ano que vem começarei sem lesão e acabarei sem lesão novamente, se Deus quiser. Essa passagem também vai ficar marcada na história da minha família, afinal de contas, foi a primeira vez que meu filho Gabriel entrou no campo com o pai. Obrigado Vasco. #vascovoltou - escreveu.

Fonte  Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário