MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Jacuipense vence Paraná nos pênaltis e pega o Náutico na Copa do Brasil

O Jacuipense ganhou do Paraná Clube na decisão por pênaltis (5 a 4) e garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Os paranaenses tinham vencido por 1 a 0 no jogo de ida, e os baianos deram o troco na noite desta quinta-feira, na Vila Capanema.
O atacante Nádson marcou o único gol do tempo normal. Nas cobranças, Lucio Flavio, Ricardinho, Paulo Henrique e Osmar converteram. Já Cleiton perdeu. Por outro lado, todos os jogadores da equipe baiana (Marclei, Bruno Silva, Thiago Lima, Edcarlos e Nádson) marcaram.Com o resultado, o Jacuipense leva uma premiação de R$ 240 mil. Na segunda fase, ele enfrenta o Náutico. Os jogos já têm datas marcadas. A partida de ida será na próxima quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Valfredão. Já a volta ocorre no dia 5 de maio, uma terça-feira, às 21h, na Arena Pernambuco.
O duelo desta quinta-feira marcava o reencontro do Paraná com sua torcida em casa. A última vez tinha sido na derrota para o Foz do Iguaçu, dia 11 de março, pela primeira fase do estadual. Desde então, o Tricolor tinha feito dois jogos como mandante: contra o Coxa na Vila Capanema, mas com portões fechados, e contra o Operário-PR no Couto Pereira. O motivo é que os laudos de segurança da Vila estavam vencidos, e o estádio teve que passar por algumas reformas.
jacuipense comemora copa do brasil paraná clube (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)Jacuipense vence o jogo e leva para os pênaltis a vaga da Copa do Brasil (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

Jogo esquenta só no segundo tempo
Os times protagonizaram um primeiro tempo insosso, com muitos passes errados e raros lances de perigo. O Paraná, mesmo com Lucio Flavio (que era dúvida até minutos antes da partida), não conseguia organizar o meio-campo. Rossi e Yan Philippe e companhia abusavam das jogadas individuais, sem resultado. Por outro lado, o Jacuipense rondava a área, mas faltava capricho para criar uma chance clara. Na base do abafa, a equipe baiana cresceu nos minutos finais. Na melhor chance, aos 40, o atacante Nádson tabelou com Maxwell, mas bateu por cima do gol.
- Só está faltando o ultimo passe para acertar o gol. Vamos tentar acertar isso para fazer o gol no segundo tempo - comentou o atacante Yan Philippe na saída do campo.
O Paraná até acertou o "último passe", mas passou a pecar na pontaria. Leandro Vilela bateu para fora. Yan Philippe perdeu três chances de cabeça. Lucio Flavio cobrou falta para intervenção do goleiro adversário. Rossi quase marcou um golaço de bicicleta. Jean apareceu como elemento surpresa e também parou em Edvando Pesão - goleiro que virou o destaque da etapa final. Ou seja, o Tricolor criou sete chances, mas não marcou. O castigo veio aos 28. Nádson passou pela marcação e chutou com categoria, no ângulo - 1 a 0.
Lucio Flavio cobrou no canto e abriu a contagem. Marclei, devagarinho, empatou. Na sequência, Ricardinho, Paulo Henrique, Osmar (para o Paraná), Bruno Silva, Thiago Lima e Edcarlos (para o Jacuipense) mantiveram a igualdade. Na quinta cobrança, Cleiton bateu mal, e o goleiro Edvando defendeu. Já Nadson marcou e confirmou a classificação dos baianos.

Fonte  Curitiba

Nenhum comentário:

Postar um comentário