MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

sexta-feira, 13 de maio de 2016

CBF define regras para trabalho da imprensa no Brasileirão 2016



Neste final de semana a bola vai começar a rolar no maior e mais importante campeonato de futebol do país. O Brasileirão 2016 será iniciado nas Séries A e B.
 
Antes da abertura oficial da competição, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizou o Seminário de Operações, com presenças de representantes de clubes, federações e entidades representantes da Imprensa Esportiva. No local foram definidas regras para o trabalho dos profissionais de imprensa durante os jogos.
 
A quantidade de profissionais de imprensa em serviço NO CAMPO DE JOGO será distribuída da seguinte forma: 30 profissionais de rádio (três por equipe, sendo dois repórteres e um auxiliar), 30 fotógrafos (dois por agência), 48 profissionais de TV (duas equipes ao vivo, com três pessoas em cada equipe, sendo um repórter, um cinegrafista e um auxiliar), três profissionais do clube mandante (um cinegrafista, um fotógrafo e um repórter/assessor) e dois profissionais do clube visitante (um cinegrafista e um fotógrafo).
 
Estes profissionais deverão se alocar da seguinte forma no campo de jogo: repórteres de rádio ficarão apenas atrás da segunda do gol, fotógrafos ficarão atrás das placas localizadas na linha de fundo ou opostas aos bancos de reservas (não será permitido ficar em local que não contenha placa), equipes de TV de transmissão não ao vivo ficarão atrás do gol, equipes de TV de transmissão ao vivo ficarão no lado oposto ao banco de reservas e não mais ao lado das entradas dos vestiários, profissionais dos clubes mandantes e visitantes deverão cumprir as mesmas determinações dos demais.
 
Os profissionais que trabalharão no campo de jogo estão proibidos de utilizar bermudas, sandálias abertas e camisas sem manga (regata). Também estão proibidos de fumar nos arredores do campo, utilizar imagens de patrocinadores e captar imagens com celulares e micro câmeras. Apenas os profissionais dos clubes poderão utilizar celulares e micro câmeras para captar imagens do jogo. Não será permitido permanecer no campo o profissional não identificado com o colete apropriado para cada função.
 
Por determinação da CBF, também estão proibidas as entrevistas com jogadores antes e no intervalo dos jogos. Os fotógrafos não poderão se dirigir à zona mista para tirar fotos dos atletas nos intervalos das partidas. Apenas as TVs detentoras dos direitos de transmissão da competição poderão entrevistar um jogador de cada equipe, com tempo de no máximo um minuto, nos intervalos. As TVs não detentoras dos direitos de transmissão seguirão as proibições impostas aos repórteres de rádio e também não poderão gravar entrevistas antes e nos intervalos dos jogos.
 
Quanto ao credenciamento para cada partida, todo profissional de imprensa, incluindo fotógrafos e cinegrafistas deverá se cadastrar na CBF, através do site credenciamento.cbf.com.br/competicoes e dos e-mails credenciamentoseriea@cbf.com.br, para jogos da Série A, e credenciamentoserieb@cbf.com.br, para jogos da Série B. Deverá ser enviada ficha com nome completo do profissional, identificação do veículo/agência, RG, CPF, órgão de classe (ABCD, ACEB, ABRACE, ARFOC) e foto.
 
A ficha de cadastro será analisada pela CBF e repassada às federações correspondentes para que identifiquem se o profissional pode ou não trabalhar no campo de jogo.
 
A Federação Bahiana de Futebol (FBF) foi representada no seminário pelo seu supervisor de operações, Luis Alberto Becco. 
Fonte Comunicação FBF 

Nenhum comentário:

Postar um comentário