MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

domingo, 4 de setembro de 2016

Bahia bate líder Vasco e fica a seis pontos : Torcida Força Vasco Marcaram presença na Arena Fonte Nova




Em uma partida tensa e com poucas chances de gol, o Bahia fez valer o fator casa e, com uma Fonte Nova cheia, bateu o Vasco por 1 a 0, na noite deste sábado, 3, mantendo ainda mais viva a esperança do acesso à Série A.

Com o resultado, o Bahia foi a 35 pontos na tabela, na 7ª colocação, a três pontos do G-4. O Tricolor está a seis pontos apenas do líder Vasco, estagnado com 41 pontos e que completou neste sábado cinco jogos sem vencer na competição.



O Bahia volta a campo no próximo sábado, 10, para um difícil compromisso: encara o embalado Náutico, em Recife. Para esse jogo, o técnico Guto Ferreira terá os retornos do atacante Allano e do lateral-direito Eduardo, ambos ausentes por suspensão. A reapresentação do elenco ocorre nesta segunda-feira, 5. No domingo todos ganharam folga.
 
O  Clube FORÇA VASCO de Porto Seguro com sua torcida de Porto Seguro e da região estiveram presentes na Arena Fonte Nova . Foram três onibuns    com a torcida da Região ,Teixeira de Freitas, Itamarajú , Eunapolis e Porto Seguro entre outras cidades. O CRISTIANO FERREIRA – Presidente  e Toda DIRETORIA da FORÇA VASCO AGRADECEU A TODA TORCIDA  FORÇA VASCO. O SENTIMENTO NÃO PODE PARAR .



O jogo
Quem queria assistir a Bahia x Vasco esperando um jogão, até testemunhou um duelo disputado e tenso, mas com pouquíssimas chances de gol e lances envolventes, de parte a parte. Desde o minuto inicial, as equipes alternavam o domínio da posse de bola, mas sempre com trocas de passes lentas, sem profundidade.

Quando os meias e atacantes resolviam arriscar um drible ou um passe mais ousado, paravam na ótima postura defensiva do oponente. Pelo lado do Bahia, Renato Cajá e Juninho foram bem burocráticos na distribuição de bola. Quando tentavam algo diferente, erravam.

A aposta de tricolores e cruzmaltinos estava num contra-ataque ou num lance de bola parada. A cautela no meio-campo não permitiu sucesso na primeira opção. Coube então aos times colocar todas as fichas em faltas e escanteios, e aí o Bahia levou vantagem.

Foram nos tiros de cantos cobrados por Renato Cajá, pelo lado direito, que o Esquadrão criou suas melhores chances. E, aos 32 minutos, o Bahia acabou premiado com um gol em uma cabeçada fulminante do zagueiro Jackson, no primeiro pau.

O panorama do 2º tempo foi exatamente o mesmo, com exceção de um posicionamento em bloco mais avançado da equipe carioca. Assim, os vascaínos até tiveram mais controle do meio-campo nos 45 minutos finais, mas seguiram sem conseguir penetrar na segura defesa tricolor.

O Bahia teve pelo menos oito bons contra-ataques para criar chances de ampliar o marcador, mas com uma movimentação pouco orquestrada de Vitor Rangel, Hernane e Edigar Júnio, a equipe errava sempre os passes próximos à área e pouco concluiu em gol. Rangel, pela direita, e Júnio, pela esquerda, foram muito mais marcadores pelas pontas do que atacantes. Anularam os laterais Yago Pikachu e Júlio César.

Assim como na etapa inicial havia acontecido com o Bahia, o Vasco só ameaçou nos lances de bola parada ou chutes de longa distância. No mais perigoso momento do time carioca, aos 36, após um escanteio da direita, Douglas cabeceou no 2º pau para uma ótima defesa de Muriel.

Depois disso, apesar do nervosismo em campo, o Tricolor contou com o apoio da torcida para controlar o jogo e 'cozinhar' o placar até o apito final, em um triunfo difícil, mas justo.
 

Bahia 1 x 0 Vasco - 23ª rodada da Série B


Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Quando: Sábado, 3, às 16h30
Árbitro: Dewson Fernando da Silva (PR)
Assistentes:  Márcio Correia Dias (PR) e Hélcio Neves (PR)
Cartões amarelos: Renato Cajá, Muriel e Hernane (Bahia); Rafael Marques, Andrezinho e Rodrigo (Vasco)
Gol:  Jackson, aos 32 minutos do 1º tempo
Público: 35.023 pagantes
Renda: R$ 1.145.272,00
Bahia: Muriel; Tinga, Tiago, Jackson e Moisés; Luiz Antônio, Juninho e Renato Cajá (Régis); Victor Rangel (João Paulo), Edigar Junio e Hernane (Zé Roberto). Técnico: Guto Ferreira

Vasco: Jordi; Yago Pikachu, Rafael Marques, Rodrigo e Júlio César; Marcelo Mattos (Júnior Dutra), Douglas Luiz e Andrezinho; Nenê, Jorge Henrique (Eder Luís) e Ederson (Thalles). Técnico: Jorginho

Fonte Luiz Teles  / Atarde 
Por Ligeirinho No Esporte / Geovan Santos  
 























































Nenhum comentário:

Postar um comentário