MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Em jogo marcado por confusão e apagão, Vitória bate Bahia de virada na Copa do Nordeste


O torcedor do Vitória que compareceu ao Barradão, nesta quinta-feira, 27, viu mais um Ba-Vi histórico. Pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Nordeste, o clássico teve gol relâmpago, expulsão polêmica, virada e até apagão da torre dos refletores. No final, o Leão bateu o Bahia por 2 a 1 e está a um empate pela vaga na final do torneio. Edson abriu o placar para o Tricolor, mas Euller e André Lima decretaram o triunfo do Rubro-Negro.
A sequência de quatro Ba-Vis em 11 dias, tem continuidade já no próximo domingo, 30, às 16h, na Arena Fonte Nova, - ainda somente com torcedores mandantes - quando saberemos quem será o representante baiano na final do Nordestão. Mais de 13 mil ingressos já foram garantidos para o duelo.
Os embates seguintes estão marcados para os dias 3 e 7 de maio. Por solicitação da Federação Bahiana de Futebol (FBF), o Ministério Público do Estado (MP-BA) avalia a possibilidade das decisões do Baianão contarem com torcedores visitantes.
Santa Cruz e Sport fazem o clássico pernambucano em busca da outra vaga na decisão. O jogo de ida é sábado, na Ilha do Retiro, e a volta no dia 3 de maio, no Arruda.
A grande final da Copa do Nordeste está marcada para 17 e 24 de maio. Além da taça, o campeão garante vaga direta nas oitavas de final da Copa do Brasil 2018 e uma premiação de R$ 1,25 milhão.
Devolução
A devolução do dinheiro para quem comprou ingresso de visitante do clássico desta quinta, foi iniciada nesta manhã. A medida é consequência da determinação da CBF por torcida única. O reembolso será feito no mesmo local onde o torcedor fez a compra, no Barradão (10h às 17h) ou no shopping Capemi (9h às 19h), e segue até sábado, 29. É preciso levar o ingresso e, no caso do sócio, também a carteirinha.
Início emocionante
Foi um primeiro tempo com todos os ingredientes característicos de um grande clássico. O Bahia abriu o placar logo aos quatro minutos com uma cabeçada de Edson e deu a entender que iria controlar o jogo. 
Porém, o Tricolor perdeu Hernane, machucado na primeira jogada mais ríspida do jogo, e o substituto, Gustavo, foi expulso - em decisão duvidosa - com poucos minutos em campo. 
Depois disso, o clima esquentou de vez. E, sob o embalo da torcida, o Vitória foi para o ataque. Depois de várias tentativas, O Leão chegou ao empate com um gol de Euller aos 37 minutos, após saída errada de Jean. 
Com a igualada no placar, a partida seguiu aberta e com boas oportunidades para os dois lados. Teve até bola no travessão para cada um dos times. 
Pelo Vitória, Willian Farias arriscou de fora da área aos 40 minutos e mandou um foguete no travessão de Jean. A bola ainda bateu em cima da linha. Mas o Bahia deu a resposta rapidamente. Allione bateu de fora da área e também acertou a trave. No rebote, a defesa afastou o perigo. Na saída para os vestiários, jogadores voltaram a trocar empurrões.
Virada e apagão
O Vitória veio para a etapa final decidido a virar o jogo. Logo aos seis minutos, no terceiro escanteio consecutivo, a pelota sobrou para André Lima. O atacante bateu na pequena área mesmo caído, a bola bateu em Jean e entrou. Foi a virada do Leão, para explosão da torcida. 
Após sofrer o gol, o Bahia voltou a incomodar o gol de Fernando Miguel. Depois de linda tabela com Edigar Junio, Zé Rafael driblou dois zagueiros, mas chutou pra fora. Foi a melhor chance do tricolor para empatar a partida. Guto ainda colocou Juninho no lugar de Edson, que sentiu lesão após dividida dura com Geferson, mas pouco adiantou. 
Pelo lado do Vitória, Argel parecia querer ampliar a vantagem e colocou Paulinho, Dátolo, nos lugares de Cleiton Xavier, Euller respectivamente. 
Antes de ser substituído por Pineda, David perdeu grande oportunidade dentro da área ao chutar de primeira para fora. 
Aos 42 minutos, quando o jogo já se encaminhava para o final, a torre de refeltores do Barradão apagou, o que deixou a partida parada por 23 minutos. 
Na volta, foi o Vitória que quase marcou em chute de fora da área de Willian Farias. O Bahia ainda tentou em cobranças de falta de Juninho, sem sucesso.
Vitória 2 x 1 Bahia - Jogo de ida da Semifinal da Copa do Nordeste
Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Quando: Quinta-feira, 27, às 20h30
Gols: Edson, aos 4’ do 1º T (B); Euller, aos 37’ do 1º T; e André Lima, aos 6’ do 2º T  (V)
Público: 13.337 pagantes
Renda: R$ 189.024,00
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira
Assistentes: Lorival Candido das Flores e Luis Carlos de França Costa (trio do Rio Grande do Norte)
Cartões amarelos: André Lima, Kanu (V); Hernane, Edson (B)
Cartão vermelho: Gustavo (B).
Vitória - Fernando Miguel, Patric, Fred, Kanu e Geferson; Willian Farias, Bruno Ramires, Euller (Dátolo) e Cleiton Xavier (Paulinho); David (Pineda) e André Lima. Técnico: Argel Fucks.

Bahia - Jean, Éder, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Edson (Juninho), Renê Júnior e Régis (Zé Rafael); Allione, Edigar Junio e Hernane (Gustavo). Técnico:  Guto Ferreira.

Por  Jefferson Domingos / Atarde 
Fonte Raul Spinassé | Ag. A Tarde

Nenhum comentário:

Postar um comentário