MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Em clima de jogo-treino, Bahia vence a Catuense

Eduardo Martins | Ag. A TARDE /Vitor Villar
Ainda não é o ideal, mas, em meio aos problemas vividos pelo Bahia neste início de temporada, surge algo que pode empolgar o torcedor. Na quarta-feira, 25, o Tricolor venceu a Catuense por 2 a 0, na Fonte Nova, com uma atuação animadora do trio ofensivo, formado pela primeira vez por Maxi, Kieza e Léo Gamalho como titulares.
O técnico Sérgio Soares mudou a escalação. Os garotos Rômulo e Bruno Paulista foram sacados do meio-campo por opção do treinador, e o zagueiro Chicão sofreu estiramento na coxa direita. No lugar deles, entraram Maxi e os estreantes Souza e Thales.
De cara, o time apresentou um espaço preocupante entre o meio-campo, com três jogadores praticamente como volantes, e o ataque. Mesmo com a movimentação em ambos os setores, a falta de um meia fez o passe chegar quadrado, tal qual nos jogos anteriores. Assim, o jeito foi o trio de ataque resolver entre si. O problema foi a grande quantidade de  oportunidades claras  desperdiçadas.Aos 25 minutos, a pressão do trio deu resultado. Kieza aproveitou falha na saída de bola da Catuense e passou para Léo Gamalho empurrar para o gol vazio. Na comemoração do seu primeiro tento pelo Tricolor, ele imitou um samurai, empunhando a bandeira de escanteio. Levou cartão amarelo.
Carlos cruzou da esquerda para Léo Gamalho, que tocou para Kieza deixar o dele, aos 40. Na celebração, ele homenageou o lesionado lateral  Railan, um dos seus melhores amigos no elenco.
Parecia um jogo-treino. No segundo tempo, o Bahia dominava, mas faltava o gol. Por ironia do destino, Maxi, destaque do trio, não marcou. Mais recuado que os demais, quase na ponta de um losango no meio-campo, ele articulou jogadas e até ajudou na marcação. Saiu aplaudido.
As várias chances perdidas se repetiam, principalmente com Léo Gamalho. A falta de capricho começou a ganhar tons de pura displicência. O time parecia tentar o mais difícil, o que irritou os poucos torcedores presentes. Tanto, que o time deixou o campo vaiado no único jogo que venceu com facilidade e sem sofrer gols neste Estadual.

Bahia 2 x 0 Catuense - 4ª rodada do Grupo 1 do Campeonato Baiano

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Quando: quata-feira, 25, às 19h30
Gols: Léo Gamalho e Kieza (Bahia).
Árbitro: Diego Pombo Lopez
Auxiliares: José Carlos Oliveira dos Santos e Carlos Eduardo Bregalda Gussen
Cartões amarelo: Robert  e Ronis (Catuense); Léo Gamalho e Tiago Real (Bahia).
Bahia - Jean; Tony, Thales, Titi e Carlos (Raul); Pittoni, Souza (Romulo) e Tiago Real; Maxi Biancucchi (Bruno Paulista), Léo Gamalho e Kieza. Técnico: Sérgio Soares.
Catuense - Eneas; Ronis (Mailson), Bira, Jailson, Demerson; Pablo, Mica, Tacio (Nem), Alessandro Azevedo; Robert e Rafael Santos (Charles). Técnico: Ionay da Luz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário