MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Feriado? Tony descarta problema em jogar no domingo de Páscoa

 
A sexta-feira foi de feriado no Brasil. No entanto, a folga não foi para todos. No Fazendão, o dia foi de bastante trabalho. Até mesmo os jogadores que desembarcaram em Salvador no fim da manhã, após o empate com o Nacional-AM, em Manaus, precisaram treinar na academia. No campo, a atividade foi para os atletas que ficaram na capital baiana. Entre eles o lateral Tony, que volta ao time titular após cumprir suspensão pela Copa do Nordeste e ser poupado na Copa do Brasil pelo técnico Sérgio Soares.

Feliz pelo retorno, Tony não vê problemas em treinar na sexta-feira santa ou de jogar no domingo de Páscoa. Para o lateral, o mais importante é se preparar bem para a partida contra o Juazeirense, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, pela semifinal do Campeonato Baiano.

- É nosso trabalho. Cada um tem sua religião, sua crença. Nosso trabalho, temos que estar aqui. Cada um no seu trabalho. Domingo espero que a gente entre em campo concentrado para conseguir o triunfo – disse o jogador.

No domingo de Páscoa, Tony espera encerrar o dia de forma doce, como chocolate. No retorno ao time titular, o atleta quer um resultado positivo para encerrar a semana santa de forma positiva e conquistar vantagem na semifinal do estadual.

- Espero que seja bom não só para a torcida, mas para a gente também. Domingo de Páscoa. Particularmente, vou fazer o que mais gosto na vida, que é trabalhar, jogar futebol. Espero que o domingo seja muito feliz pra gente – pontuou.

Para ter uma Páscoa feliz, o Bahia precisará superar o gramado do estádio Adauto Moraes. A comissão técnica tricolor decidiu utilizar o pior campo do Fazendão como forma de adaptar o elenco. Tony pediu concentração para não deixar que a grama atrapalhe o time.

- Acho que treinar no campo do Fazendão facilita pelo clima que a gente vai encontrar lá. O clima do campo, do jogo. O campo a gente tem que estar mais concentrado no jeito de tocar a bola, de dominar. Não ajuda muito, mas a gente trabalha forte para não passar muita dificuldade – finalizou.

 Por Salvador

Nenhum comentário:

Postar um comentário