MSG

DE TERÇA A SEXTA O ESPORTE COM LIGEIRINHO TEM ENCONTRO MARCADO NA PORTO BRASIL FM 88,7 OU NO WWWW.RADIO88FM.NET

NOTÍCIAS DO ESPORTE NA BAHIA, NO BRASIL E NO MUNDO.

PUBLICIDADE

domingo, 21 de junho de 2015

Sampaio Corrêa e Bahia desperdiçam oportunidades e empatam em 0 a 0

Faltaram gols, mas sobrou emoção na partida entre Sampaio Corrêa e Bahia, disputada na noite desta sexta-feira. Com chances criadas, defesas importantes e muita velocidade, as duas equipes empataram em 0 a 0 no Castelão, em São Luís, pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Jogo entre Sampaio Corrêa e Bahia foi bastante disputado e ficou no 0 a 0 (Foto: Biaman Prado/O Estado)O empate deixa as duas equipes com 15 pontos. O Sampaio Corrêa permanece na quarta colocação, mas pode cair para sétimo com o complemento da jogada. O Bahia, quinto, pode virar oitavo após os jogos deste sábado. 

Sampaio Corrêa e Bahia volta a jogar no dia 27 deste mês pela nona rodada da Série B. A equipe maranhense visita o Santa Cruz, no Arruda, em Recife, enquanto os baianos enfrentam o Luverdense na Arena Fonte Nova, em Salvador.
Jogo entre Sampaio Corrêa e Bahia foi bastante disputado e ficou no 0 a 0 (Foto: Biaman Prado/O Estado)


O jogo

Por se tratar de um confronto entre candidatos ao G-4 da Série B, era de se esperar um jogo equilibrado no Castelão. Os minutos iniciais do primeiro tempo corresponderam às expectativas, com Bahia e Sampaio Corrêa se alternando em lances de ataque. Não demorou, contudo, para que o Bolívia Querida se transformasse em dono das ações. Pìmentinha era um dos jogadores mais perigosos da partida e quase marcou um golaço. O atacante recebeu passe de Jheimy, se livrou de Jailton e chutou com efeito. A bola tinha como destino o ângulo, mas Douglas Pires fez grande defesa. Logo em seguida, Raí cobrou falta e acertou a trave. O time baiano ameaçava apenas em lances de bola parada. Apesar da soberania maranhense, as equipes foram para o intervalo com o placar zerado.

Na segunda etapa, a partida ganhou ritmo alucinante. O Bahia evoluiu em comparação ao início da partida e criou boas oportunidades de abrir o placar. Kieza e Maxi Biancucchi apareceram com perigo, mas finalizaram para fora. Do lado do Sampaio Corrêa, Pimentinha seguia como principal referência ofensiva, apesar do egoísmo em alguns lances. Com o gramado pesado, os jogadores cansaram e diminuíram a produção. Restaram oportunidades esporádicas, insuficientes para modificar o marcador, que permaneceu em 0 a 0.
Por São Luís

Nenhum comentário:

Postar um comentário